Caixa de contato

15 3229 0202

contato@apice.med.br

apicemed

Ansiedade e depressão podem causar dores crônicas

Outras Especialidades    13/09/2018


Imagem Artigo
Um estudo divulgado recentemente pelo Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) demonstrou a relação entre ansiedade e depressão e a incidência de quadro crônicos de dor. Os pesquisadores analisaram pouco mais de 5 mil moradores da Região Metropolitana de São Paulo e descobriram que quem sofre com transtornos de humor ou ansiedade tem duas vezes mais chances de apresentar quadros de dor crônica.

Quem fala sobre o assunto é Dr. Bernardo da Silveira, médico anestesista especialista no tratamento de dor crônica, que atua na clínica Ápice Medicina Integrada. “Há muito tempo observamos que as condições de humor, ansiedade e depressão parecem ter uma certa relação com quadros de dor. Esta pesquisa ratificou o que nós especialistas já temos observado nos consultórios”, comenta.

O médico explica que os fatores psicológicos desencadeiam uma série de reações físicas no corpo. “O estresse elevado afeta as células de defesa do organismo, o que aumenta as chances do surgimento de quadros inflamatórios, assim como de infecções, que podem causar complicações e levar à dor crônica”, detalha.
Outro fator é a automedicação, que pode causar reações adversas e prejuízos à saúde. “Em hipótese alguma a pessoa deve se automedicar, devendo sempre se consultar com um médico e seguir o tratamento à risca”, complementa Dr. Bernardo.

Alterações no comportamento também contribuem para facilitar o surgimento da dor. “Pessoas com depressão normalmente praticam pouca atividade física, comem pouco ou em excesso, ficam muito tempo deitadas, o que acarreta em sedentarismo, obesidade, má postura, dentre outros itens diretamente relacionados a quadros de dores na coluna, na cabeça ou no pescoço”, conta o médico.

O especialista explica que tratar as doenças psicológicas é a primeira medida contra este tipo de dor crônica. “É um momento difícil para quem está o enfrentando, por isso é de extrema importância o acompanhamento multidisciplinar com psicólogos, psiquiatras e especialistas em dor”. Tentar manter hábitos saudáveis, alimentar-se adequadamente e praticar atividades físicas, mesmo que leves, também fazem a diferença na prevenção da dor.

Para os quadros estabelecidos, há a possibilidade de tratamento na clínica de dor. “O especialista em dor crônica vai avaliar o quadro e diagnosticar a causa dos sintomas e administrar o tratamento, que pode incluir acupuntura, aplicação de analgésicos de ação local, uso de corticoides e diversas outras técnicas disponíveis para o tratamento da dor”, conclui Dr. Bernardo da Silveira.


A Ápice Medicina Integrada fica localizada na Rua Eulália Silva, 214, no Jardim Faculdade, em Sorocaba (SP). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0202, pelo site: apice.med.br ou pelo Facebook: facebook.com/apicemedicinasorocaba.