Caixa de contato

15 3229 0202

contato@apice.med.br

apicemed

Ápice Medicina Integrada realiza mutirão gratuito de exame para diagnóstico precoce da osteoporose

Ortopedia 30/10/2017


Imagem notícia
Na sexta-feira, 20 de outubro, é lembrado o Dia Mundial de Combate à Osteoporose, doença que afeta cerca de 10 milhões de brasileiros, segundo dados do Ministério da Saúde. Considerado uma epidemia silenciosa, o problema tende a ter a incidência aumentada, com o constante crescimento da população idosa no país, que deverá triplicar nas próximas duas décadas, chegando a 90 milhões até 2035, de acordo com o IBGE.

Tamanha abrangência, levou a Ápice Medicina Integrada a promover, entre os próximos dias 6 e 10/11, na clínica, um mutirão de exames gratuitos para o diagnóstico precoce da osteoporose, além de conscientizar sobre a importância da prevenção e do combate ao enfraquecimento dos ossos.

Durante cinco dias, a clínica disponibilizará uma máquina portátil, que, em 10 segundos apenas, gera um extrato, semelhante ao bancário, com números que indicam a densidade óssea.

Com base no relatório obtido, é possível saber se a pessoa tem chances de desenvolver osteoporose. Caso o resultado seja positivo, o paciente deverá procurar um médico ortopedista, que solicitará outros exames, como a densitometria óssea, que irão reforçar ou descartar o diagnóstico e, se necessário, orientar o tratamento.

Dr. Walberto Kushiyama, médico ortopedista especialista em quadril da Ápice Medicina Integrada, explica as características e o surgimento da doença. “O principal sinal da osteoporose é a diminuição progressiva da massa óssea, complicação relacionada ao metabolismo. A doença começa com a osteopenia, que é a diminuição da trama proteica dos ossos e, se não tratada, evolui para a osteoporose”, explica.

Uma das consequências da diminuição de massa óssea é a redução da densidade dos ossos, que ficam mais porosos, ou seja, mais frágeis e suscetíveis a sofrer fraturas. “As regiões do corpo que mais são acometidas pelas quebras, devido à osteoporose, são: quadril, fêmur e coluna lombar. O rompimento dos ossos pode causar, principalmente nos idosos, a imobilidade, o que ainda pode evoluir para doenças psicológicas, como a depressão, em razão da limitação à pratica das atividades normais, ou acarretar em problemas físicos, como a obesidade e vasculares, a exemplo da trombose”, alerta.

A osteoporose apresenta-se de duas maneiras: tipo 1, chamada de pós-menopausa e tipo 2, a senil. “A incidência mais comum é a do tipo 1, pós-menopausa, que afeta mulheres com mais de 60 anos, que representam 75% dos casos da doença. Já, o tipo 2, menos comum, apresenta-se em homens com mais de 75 anos, devido à idade avançada”, detalha Dr. Walberto.

Independentemente do tipo da doença, o diagnóstico é feito da mesma forma. “O exame de densitometria óssea faz uma análise da densidade dos ossos. Com o resultado em mãos, é possível diagnosticar a doença e prescrever o tratamento adequado”, complementa o ortopedista. “A osteoporose não só tem tratamento, como prevenção. Ambos são feitos seguindo processos parecidos: praticar exercícios físicos, para fortalecer a musculatura, tirar a sobrecarga dos ossos e melhorar a circulação sanguínea; expor-se ao sol, pela manhã ou ao final da tarde, para metabolizar a vitamina D, responsável por absorver e fixar o cálcio nos ossos e manter o peso controlado”, orienta o ortopedista da Ápice Medicina Integrada.

Caso seja exigido, também é recomendado o uso de medicamentos, para auxiliar na recuperação dos ossos. “Os fármacos da classe dos bifosfonatos promovem a captação do cálcio, colocando-o para dentro dos ossos, em um processo parecido com o que ocorre com a vitamina D no organismo. As medicações apresentam resultados positivos, mas precisam, sempre, ser recomendadas por um médico especialista”, alerta.

Outra forma de prevenir a osteoporose na terceira idade é seguir hábitos saudáveis de vida desde a juventude. “Desta forma, não só a osteoporose, como várias outras doenças podem ser evitadas”, conclui Dr. Walberto Kushiyama.

Programe-se

Para a realização do exame gratuito de densidade óssea, basta seguir até a clínica Ápice. A equipe responsável estará disponível nas seguintes datas e horários:
Segunda-feira, 06/11 – 12h às 17h;
Terça-feira, 07/11 – 8h às 17h;
Quarta-feira, 08/11 – 8h às 17h;
Quinta-feira, 09/11 – 8h às 17h;
Sexta-feira, 10/11 – 8h às 12h.
Não é necessário agendamento prévio.

O exame será feito no auditório, localizado no subsolo da Ápice Medicina Integrada, que fica na Rua Eulália Silva, 214, no Jardim Faculdade, em Sorocaba (SP). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0202, pelo site: apice.med.br ou pelo Facebook: facebook.com/apicemedicinasorocaba.