Caixa de contato

15 3229 0202

contato@apice.med.br

apicemed

Cisto sinovial: saiba como identificar e tratar o tumor benigno mais comum na mão

Outras Especialidades 14/01/2020


Imagem notícia
O que um aumento de volume que aparece no punho pode significar? É algo mais sério? Preciso me preocupar? Esse nódulo que costuma aparecer na região da mão é o tumor benigno mais comum que surge nessa área, chamado de cisto sinovial. É formado, normalmente, próximo a uma articulação ou na bainha dos tendões, resultado do acúmulo no local de mucina, uma glicoproteína presente no líquido sinovial. 

O principal sinal do problema é o surgimento de uma “massa” de tamanhos variáveis, entretanto, podem se manifestar outros sintomas, como: dor na articulação e diminuição de força. “Geralmente, o cisto vai crescendo ao longo do tempo, o conteúdo do mesmo é caracterizado por uma substância altamente viscosa, mucina clara, pegajosa e gelatinosa, composta de glucosamina, albumina, globulina e altas concentrações de ácido hialurônico. Entretanto, pode surgir de forma muito rápida, e em 10% dos casos, depois de um trauma na área. É importante lembrar que podem existir cistos muito pequenos, que não vistos na pele e, nestes casos, a dor é o único sintoma”, explica Prof. Dr. Luiz Angelo Vieira, médico especialista em Ortopedia e Traumatologia e Cirurgia da Mão, da Ápice Medicina Integrada de Sorocaba (SP).

As causas dessa condição ainda são desconhecidas pela medicina, mas já é sabido que as mulheres são as que mais sofrem com o problema, sendo a maioria dos casos manifestados entre a segunda e quarta décadas de vida. “Não se sabe exatamente o que causa o cisto, mas existem fatores que podem contribuir para isso, dentre eles: alterações degenerativas ósteo-articulares e restos de tecidos embrionários”, comenta o profissional.

O diagnóstico, geralmente, é feito pelo médico especialista através de exame clínico e de imagem quando existe a necessidade de se firmar um diagnóstico diferencial, podendo ser realizada além da ultrassonografia a ressonância nuclear magnética, excepcionalmente nos ocultos. “É um diagnóstico simples e relativamente rápido. Os exames são feitos para confirmar a benignidade da lesão e, a partir disto, orientamos o melhor tratamento para cada caso”, pontua Prof. Dr. Luiz Angelo.

Para tratar o quadro, existem algumas opções. “A forma de tratar esse tumor benigno depende do seu tamanho e das queixas apresentadas. Muitas vezes, quando não há sintomas a conduta é apenas aguardar. Na maioria dos casos o tumor acaba por desaparecer espontaneamente. Entretanto, se tiver um tamanho maior ou provocar dor ou diminuição da força, se faz necessário o uso de medicamentos anti-inflamatórios indicados pelo especialista. Outras formas de tratamento são: imobilização do local afetado com uma tala ou aspiração do cisto com uma agulha de grosso calibre sob anestesia local para alívio dos sintomas. E, em casos mais resistentes e dolorosos, como último recurso, é utilizada a cirurgia para remover o nódulo”, fala o médico especialista da Ápice Medicina Integrada.

Prof. Dr. Luiz Angelo dá dicas para prevenção de outras lesões nas articulações:
  • Manter os braços apoiados e em linha reta ao utilizar o computador;
  • Cuidado ao realizar exercícios com peso nas mãos;
  • Controlar o tempo que fica mexendo no celular, evitando movimentos repetitivos e sempre fazendo pausas.