Caixa de contato

15 3229 0202

contato@apice.med.br

apicemed

Saiba como prevenir lesões e dores nos joelhos

Outras Especialidades 12/02/2019


Imagem notícia
Os joelhos são estruturas muito importantes do nosso corpo, afinal, o sustentam e absorvem os impactos, além de proporcionar a mobilidade necessária para executar, praticamente, todos os movimentos, como: caminhar, correr, pular, nadar e praticar esportes. No entanto, os hábitos do dia a dia estão, cada vez mais, provocando lesões e dores na articulação.
Dr. Filippo Zozolotto, médico ortopedista especialista em cirurgia do joelho da Ápice Medicina Integrada, de Sorocaba (SP), revela que pessoas das mais variadas idades estão sofrendo com dores nos joelhos. “Até alguns anos atrás, era mais comum ver idosos, ou pessoas com doenças degenerativas ou que sofreram acidentes, sentirem desconforto. Atualmente, pacientes de todas as idades vão ao consultório reclamando de dor na articulação”, comenta.
O ortopedista afirma que atitudes prejudiciais, como o uso de calçados inadequados, excesso de peso, sedentarismo, má postura e falta ou excesso de atividades físicas, são os principais fatores desencadeantes. Por conta disso, Dr. Filippo elencou algumas dicas para cuidar bem do joelho e prevenir quadros dolorosos na região:
  1. Atenção ao peso: os joelhos suportam todo o peso corporal, ou seja, quando mais peso, mais carga e possibilidade de dores e lesões na região. Por esse motivo, é essencial manter a forma adequada para prevenir problemas;
  2. Fortaleça a musculatura: quanto mais fortalecida a massa muscular, menos carga haverá sobre a estrutura óssea, pois os músculos também contribuem para sustentar o peso corporal, distribuindo o esforço. Além disso, com músculos fortes, também é reduzido o risco de lesões, como a ruptura de ligamentos, pois os joelhos ficam mais protegidos. Exercícios sem impacto, como nadar ou andar de bicicleta, são excelentes para trabalhar a musculatura da região;
  3. Cuidado ao escolher calçados: calçados inadequados podem aumentar a sobrecarga sobre os joelhos, a exemplo dos saltos muito altos, que projetam os pés e o corpo para frente. Ao praticar esportes, como a corrida, igualmente é importante o uso de tênis com bom amortecimento, pois o impacto na articulação proporcionado pela prática esportiva também tem potencial para provocar dores e lesões;
  4. Pratique alongamento: o alongamento prepara a musculatura e as articulações para as atividades físicas, prevenindo danos e melhorando o desempenho. Por isto, é indicado alongar antes e depois das caminhadas e demais práticas esportivas;
  5. Cuidado com a postura: sentar-se sobre as pernas cruzadas, em cadeiras muito baixas ou, então, manter a posição inadequada no banco do carro pode deixar o joelho em condições nocivas e provocar lesões, como estiramentos musculares, reforçando a necessidade de evitar essas situações;
  6. Não exagere nos exercícios: praticar atividades físicas é muito importante para manter a saúde em geral e também dos joelhos. No entanto, é preciso moderar a intensidade, frequência e carga dos movimentos. O excesso, assim como a falta, pode ser prejudicial. A orientação de um profissional habilitado em Educação Física ou Reabilitação é uma das maneiras de garantir que nada está sendo feito de maneira a causar prejuízos ao bem-estar.
  7. Consulte um ortopedista regularmente: é recomendado ir ao médico especialista sempre que sentir dores nos joelhos que não passam e também para acompanhar a saúde das articulações em várias fazes da vida, como na infância e na adolescência, épocas de crescimento e desenvolvimento do corpo e na vida adulta e na terceira idade, períodos de envelhecimento e aceleração dos desgastes. Dessa forma, possíveis problemas podem ser identificados logo nos estágios iniciais e tratados, sem que causem prejuízos significativos à saúde e mobilidade dos joelhos.
A clínica Ápice Medicina Integrada fica localizada na Rua Eulália da Silva, 214, no Jardim Faculdade, em Sorocaba/SP. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3229-0202 ou pelo site: www.apice.med.br.